(81) 99751-0883

NO AR

Show da Manhã

radioamparofm.com.br

Grande Recife

Delegada Natasha Dolci é Afastada Após Conversa Interceptada com Empresário Investigado por Crimes Sexuais

Natasha Dolci deve ficar fora de suas funções por 120 dias após decisão do secretário Alessandro Carvalho publicada nesta quinta-feira (25); delegada nega interferência no caso

Publicada em 26/04/24 às 06:49h - 770 visualizações

por Portal Amparo


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Delegada Natasha Dolci  (Foto: Reprodução/TV Globo)
A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) tomou uma medida drástica ao afastar, por 120 dias, a delegada Natasha Dolci, após a revelação de uma conversa telefônica com o empresário Rodrigo Carvalheira, investigado por crimes sexuais contra mulheres. A decisão do secretário Alessandro Carvalho foi divulgada em portaria nesta quinta-feira (25), destacando a necessidade de garantir a ordem pública e a integridade do processo disciplinar.

Motivações do Afastamento

A SDS-PE fundamentou o afastamento cautelar de Natasha Dolci para garantir a regularidade do processo disciplinar e evitar possíveis interferências indevidas. O secretário ressaltou a existência de indícios de condutas incompatíveis com as funções públicas da delegada, destacando o processo administrativo especial em seu desfavor.

Medidas Adicionais

Além do afastamento, a Diretoria de Recursos Humanos (DRH) foi instruída a recolher imediatamente a identificação funcional, armas e utensílios funcionais em posse da delegada, dentro de um prazo de 24 horas.

Posicionamento da Delegada Natasha Dolci

Em resposta à reportagem, Natasha Dolci negou qualquer interferência no caso de Rodrigo Carvalheira, afirmando que apenas questionou sobre o andamento do processo devido à sua falta de acesso ao inquérito. Ela enfatizou sua posição como delegada adjunta, sem acesso direto ao caso, e reiterou sua total alienação em relação às investigações.

Situação do Empresário Rodrigo Carvalheira

Rodrigo Carvalheira, após seis dias de prisão preventiva sob suspeita de violência sexual contra três mulheres, foi liberado do Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel) em Abreu e Lima no dia 17 de abril. Agora, está sob monitoramento por tornozeleira eletrônica.

Encaminhamento dos Inquéritos

A Polícia Civil de Pernambuco indiciou Rodrigo em três inquéritos, enviados ao Ministério Público Estadual (MPPE). Cabe ao MPPE decidir se irá apresentar denúncia à Justiça ou solicitar novas investigações à Polícia Civil. O empresário foi denunciado por crimes de violência sexual, enquadrados no artigo 217-A, que considera a vulnerabilidade das vítimas em consentir com o ato sexual.

Posicionamento da Defesa de Rodrigo Carvalheira

A advogada Graciele Queiroz, em nome da defesa de Rodrigo Carvalheira, destacou a colaboração do empresário com as autoridades e acolheu a decisão da Justiça Pernambucana, que restabeleceu sua liberdade.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Facebook
 Instagram
 Twitter
 Youtube







.

LIGUE E PARTICIPE

(81)99751-0883

Visitas: 115812
Usuários Online: 34
Copyright (c) 2024 - Portal Amparo - Associação Comunitária de Comunicação, Cultura e Meio ambiente de Olinda - CNPJ: 02.727.860/0001-57
Converse conosco pelo Whatsapp!